Smart cities no Brasil: o que é, aplicações e tendências

smart citiess no brasil

Imagine viver em uma cidade sustentável, eficiente, segura e que proporciona mais qualidade de vida para todos os seus habitantes. Isso pode parecer um cenário utópico, mas cidades assim existem e têm até nome: smart cities, ou cidades inteligentes. 

As smart cities no Brasil também são uma tendência e têm crescido consideravelmente nos últimos anos. 

Em suma, o conceito de smart city engloba a aplicação de tecnologias na melhoria de soluções urbanas, como a iluminação, o tratamento de água, o transporte e o lazer. 

Se você quer conhecer mais sobre as smart cities no Brasil, este artigo tem todas as informações que procura. Falaremos sobre algumas das principais cidades inteligentes brasileiras e as tendências dentro desse segmento.

Sem mais delongas…vamos ao conteúdo! 

A Master é um dos principais órgãos certificadores da Anatel! Visite nosso site para conferir como contratar os nossos serviços.

Smart cities no Brasil: qual o conceito de smart cities?

Smart cities podem ser conceituadas como cidades inteligentes, que utilizam a tecnologia da informação para proporcionar uma vida mais segura, eficiente e agradável para seus habitantes. 

Smart cities baseiam-se, por exemplo, em conceitos de transformação digital como o planejamento urbano, a arquitetura, a otimização da mobilidade – tanto de pedestres, quanto de carros – o uso de energia limpa, convívio entre seus habitantes, dentre muitos outros recursos. 

Ao contrário do que se pode pensar, existem muitas smart cities no Brasil, elas não são uma exclusividade de países mais desenvolvidos! Falaremos sobre isso no próximo tópico, confira. 

Quais são as smart cities no Brasil?

Definir o que é, ou não, uma cidade inteligente, não é uma tarefa fácil. São muitos os critérios levados em consideração quando analisamos o que faz uma cidade ser, efetivamente, uma smart city. 

Apesar disso, existem, hoje, diversos órgãos focados em determinar o nível de avanço tecnológico ao redor do mundo. O ranking Connected Smart Cities 2021 é o fruto dos esforços de algumas empresas do segmento e, anualmente, determina quais as principais  smart cities no Brasil e as inovações que elas implementam. 

O Connected Smart Cities é composto por 75 indicadores, que espalham-se por 11 eixos temáticos: 

  • Mobilidade;
  • Urbanismo, 
  • Meio Ambiente;
  • Tecnologia e Inovação;
  • Empreendedorismo;
  • Educação;
  • Saúde;
  • Segurança;
  • Energia;
  • Governança;
  • Economia.

Quer saber quais são as principais smart cities no Brasil, de acordo com esses índices? Te contamos tudo sobre elas agora.

São Paulo (SP)

A banda larga da capital paulista tem velocidade média de 93,7 Mbps e 99,8% da população tem cobertura 4G. 

A cidade também conta com cadastro imobiliário informatizado, com referências geográficas e amplamente disponibilizado para os cidadãos. A rede pública de saúde conta com agendamentos online e, no geral, há um crescimento no número de empregados de 7,68% em 2021.

São Paulo também conta com semáforos inteligentes e já implementou o pagamento de bilhetes no transporte público por meio do PIX. A cidade tem mais de 600 km de ciclovias, com uma relação de 5,53 quilômetros de ciclovia por habitante. 

smart cities no brasil

Florianópolis (SC)

A cidade catarinense conta com 28,3 quilômetros de ciclovia para cada 100 mil habitantes, um índice 5 vezes superior ao da cidade de São Paulo. Além disso,  0,15% da sua frota de veículos é de baixa emissão de carbono.

Florianópolis também oferece 24 vagas em universidade pública para cada mil habitantes em idade economicamente ativa.

A cidade de Florianópolis também apresenta velocidade média de 92,5 mbps entre as conexões de banda larga, com uma densidade de 125 acessos para cada 100 domicílios.

Curitiba (PR)

A capital paranaense destaca-se pois conta com 4 polos tecnológicos e 7 incubadoras de negócios, registrando um crescimento de 4,76% no número de empresas de tecnologia, 

O investimento em Infraestrutura e Mobilidade na cidade foi de R$594 por habitante.

A cidade também conta com 100% de cobertura 4G no município, densidade de 100,2 acessos de banda larga para cada 100 domicílios, sistema de agendamento de consulta da rede pública de saúde e nota 9,6 na Escala Brasil de Transparência. 

Brasília (DF) 

A capital do Distrito Federal conta com 7 operadoras de fibra ótica, velocidade média das conexões de banda larga de 95,6 mbps e 99,6% dos moradores da cidade cobertos por serviço 4G.

Além disso, a cidade conta com 3 polos tecnológicos e 4 incubadoras de empresas. Brasília também oferece 18,3 quilômetros de ciclovia para cada 100 mil habitantes e 0,11% da frota de veículos de baixa emissão. 

Vitória (ES)

Vitória destaca-se no eixo de educação com o oferecimento de 17,45 vagas em universidades públicas para cada mil habitantes maiores de 18 anos. O investimento municipal per capita em educação é superior a mil reais por habitante.

A cidade também apresenta 100% de coleta de resíduos sólidos, com o monitoramento de área de risco, e porcentagem de 0,21% de veículos matriculados na cidade com baixa emissão. 

No total, 100% da população é coberta por tecnologia 4G, com velocidade média de 100,5 mbps na banda larga da cidade, densidade de banda larga de 93,05 acessos para cada 100 domicílios. 

Tendências para as smart cities no Brasil

O fenômenos das cidades inteligentes, é claro, não é um que tem ocorrido de alguns anos para cá. Este é um processo em ativa construção há algumas décadas e o seu avanço deve-se a inúmeras inovações tecnológicas. 

Algumas das tendências para smart cities brasileiras são: 

  • Aplicação de tecnologia e antenas 5G
  • Pagamento por aproximação; 
  • Decisões guiadas por dados;
  • Foco no capital humano;
  • Otimização do espaço público; 
  • Investimento em soluções de mobilidade; 
  • Conectividade e IoT.

As tecnologias da comunicação estão dominando o mundo! Para saber como conseguir a certificação da Anatel, visite o site da Master.

smart cities no brasil

Conclusão

Gostou de saber mais sobre as principais smart cities no Brasil? As cidades de São Paulo, Florianópolis, Curitiba, Brasília e Vitória representam tudo que há de mais moderno quando falamos de urbanidade e desenvolvimento. 

Todas elas apoiam-se sobre as tecnologias de telecomunicações para prover um ambiente mais conectado e eficiente para seus habitantes. 

Esperamos que este artigo tenha ajudado a esclarecer alguns dos pontos mais importantes sobre cidades inteligentes e o seu papel no desenvolvimento urbano para o futuro. Para saber mais sobre tecnologia e comunicação, visite o blog da Master